quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Rock'n'Roll Maratona de Lisboa EDP - Não foi a 1ª mas foi a Nº1

Vou tentar ser breve para não cansar...

Em função de toda a aprendizagem e dos vários factores já várias vezes enumerados apetece-me dizer que a minha primeira maratona foi a Nº0, aquela que serve de teste ou de modelo, e esta sim a Nº1, a minha 1ª Maratona no verdadeiro sentido da palavra.

Objectivo principal, acabar (claro) da melhor forma possível, mas desta feita a vertente sub-4h estava bem presente.
Este ano preocupei-me em fazer algumas meias-maratonas sem ser em modo de treino (um dos erros do passado) e o plano de treinos era bem mais agressivo, de tal forma que tive que reduzir alguns treinos e distâncias para o moldar à minha realidade física.

Quase à última hora juntou-se o Fernando. Se em provas mais curtas sempre foi uma excelente ajuda, neste caso havia a dúvida se estaria à altura do desafio visto que os treinos específicos dele foram... 0. Mas, pelo menos, iria ter companhia, a companhia que não tive no ano passado (outro dos erros).

O plano estava definido, 5:30 min/Km até dar e depois logo se via.

O dia estava excelente, excelente demais para correr. Apesar da manhã fresca na hora da partida o sol já “picava”.

O início foi lento em função do aglomerado inicial mas rapidamente engrenámos a mudança certa e o difícil foi manter o ritmo sem embalar.

O ambiente era fantástico e a paisagem divinal. Além da vista para o rio gostei bastante dos desvios ao Casino do Estoril e à Câmara de Oeiras, com a passagem pelo Jardim de Oeiras (?). O desvio para o passeio marítimo na zona de Caxias até à Cruz Quebrada também serviu para fugir à “monotonia” da Marginal, com alguns jovens com bandeiras de vários países, julgo que estivessem representadas as nacionalidades presentes na prova.
Os quilómetros passavam rápido e sem darmos por isso estávamos em Algés, a passar o pórtico da meia-maratona. Já só faltavam 21 Km.

Só que estes 21 Km não iriam ser nada fáceis. O percurso, salvo raras excepções, tornou-se monótono e, aliado ao cansaço, iria tornar-se complicado gerir mentalmente todas estas dificuldades.

Mas o que é facto é que continuávamos inabalados, o ritmo mantinha-se, o plano de alimentação estava a ser cumprido à risca (mais um erro no passado) e a hidratação era a ideal.
Nota positiva para os abastecimentos. Pelo menos até à nossa passagem a abundância reinava. Distribuídos pelos vários abastecimentos houve água, isotónico, laranjas, bananas, géis e muita boa disposição na entrega dos abastecimentos e na assistência aos atletas.

Já depois da passagem pelo Cais do Sodré o ambiente animava novamente. Apesar de algumas zonas de empedrado os cerca de 3 Km na zona da Baixa serviram para levantar a moral. E mais levantou quando aos 33 Km estávamos ainda abaixo das 3 horas de prova, ou seja, tínhamos 1 hora para fazer 9 Km. Estávamos bem, e apesar do Fernando já estar com mais queixas do que eu (naturalmente) ia conseguindo manter-se.

O ritmo manteve-se quase como um relógio suíço até ao abastecimento dos 35 Km, altura em que um atleta parou à minha frente para comer e eu tive quase que parar para chegar aos alimentos sólidos.
Já não consegui voltar ao ritmo que trazíamos, um ritmo naquela altura quase automático. Mas não me preocupou. Em função da margem que tínhamos os 6 min/Km naquele troço era mais que suficiente para atingirmos o nosso objectivo.

Por volta do Km 40 entrámos finalmente no Parque Expo e a abundância de apoio e caras conhecidas voltou a animar-nos. Pessoal que foi apoiar bem como alguns atletas que tinham feito a mini ou a meia-maratona e que ainda por ali andavam a incentivar os resistentes.
Passaram rápido esses 2 Km e ainda fizemos o último novamente nos 5:30 Min/Km.

Cortámos a meta com 3h55m19s, menos 29 minutos que a outra maratona (a tal Nº0), com a sensação de dever cumprido, de objectivo alcançado e com a emoção à flor da pele.

Terminámos razoavelmente bem e ainda deu para cumprimentar várias caras conhecidas que por ali andavam.

A organização esteve excelente e nada tenho a apontar.

E esta sim, foi a minha Maratona, sem surpresas, sem nunca ter andado a passo nem ter tido a tentação de caminhar, o que me deixa satisfeito com o plano de treinos que adoptei e que resultou em pleno.

E se o Fernando fez o que fez sem treinos específicos imaginem se treinasse...

O amasso não foi muito duro comigo e a recuperação está a ser rápida. Além de umas unhas amassadas que nem dei por elas na prova, nada mais me incomodou.

No final mas não menos importante não posso deixar de referir o apoio que tive da família em vários pontos do trajecto (também com um plano altamente elaborado de localizações e tempos de passagem) e que acabou por se estender ás caras conhecidas (e não só) que passavam mais ou menos na mesma altura que nós.


E a próxima? Não sei, não tenho pressa, mas será com certeza só em 2014. Sevilha, Porto, Lisboa... logo se verá.

 Mais fotos da prova aqui.

 Boas corridas!!!




27 comentários:

  1. Nunca é demais dar-te os parabéns pelo tempo SENSACIONAL!

    Tu tens um enorme potencial. Imagina agora se estivesse fresco o que terias feito!

    E que linda foto de família! :)

    Um grande abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado João.
      Vou esperar uma mais fresca... em 2014. ;)

      Eliminar
  2. Parabéns Pedro (e Fernando), fizeram uma grande prova, muito bem gerida e claro muito bem conseguida. Um abraço também para a tua mãe que se fartou de gritar por mim sempre que eu passava :D Obrigado e prepara-te para Sevilha ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Nuno.
      Sevilha está longe, mas... quem sabe. :P

      Eliminar
  3. Parabéns campeão. Foram mesmo muito certinhos e isso também fez a diferença. Talvez em 2014 esteja ao teu lado na linha de partida. :)
    Temos depois de falar sobre o plano de treinos que escolheste e o plano alimentar para durante a prova.
    Forte abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Tiago.
      Isso é uma promessa? Quantos mais formos mais fácil se torna.
      Falamos quando quiseres, num treininho por aí. ;)

      Abraço!!!

      Eliminar
  4. Muitos parabéns (aos dois)..tudo bem feito, desde a preparação à execução.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Carlos.
      De facto, desta vez caprichei nos detalhes... e resultou.

      Abraço!!!

      Eliminar
  5. Pedro, quando for grande quero correr como tu:)

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mais ou menos como dizia o Octávio Machado: "Muito trabalho, muito trabalho!". ;)
      Há sempre algo mais que podemos fazer mas vamos por partes. Vais ver que vais tirar muitos ensinamentos para a próxima.

      Abraço!!!

      Eliminar
  6. Não consigo mesmo (ainda) imaginar o que é correr 21km e olhar para um pórtico e pensar: meia-maratona já está! Só falta outra! Fogo!!!...
    Fazer uma maratona abaixo das 4h já é de se tirar o chapéu, Pedro!
    Revela muito das tuas capacidades.
    Muitos parabéns!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anabela, há algum tempo atrás (não muito) eu próprio pensava que TALVEZ algum dia fizesse uma meia-maratona mas não me achava nada capaz de fazer uma maratona.
      A nossa realidade e os nossos objectivos mudam de dia para dia. Vais ver que "amanhã" vais estar a pensar em algo mais que 21 Km. ;)

      Beijos!!!

      Eliminar
  7. Olá Pedro,
    Excelente prova. a primeira foi para acabar, está já foi mais com a cabeça, a experiência vai aos poucos ajudando a passar os obstáculos.

    Abraço
    Manuel Nunes

    ResponderEliminar
  8. Grande prova Pedro! Muitos parabéns!
    É natural que esta te tenha corrido melhor que a primeira. A primeira é sempre à cautela, não sabemos como o corpo se porta com tantos km's em cima.

    Estás em grande forma e cheira-me que vais continuar a baixar esses tempos. Se fores a Sevilha lá nos veremos :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Isa.
      Sevilha está perto no pensamento mas longe no resto. Mas mais perto se verá.

      Beijos!!!

      Eliminar
  9. Parabéns pela Maratona e pelo excelente resultado.

    Estando neste momento a treinar para a minha primeira Maratona (apenas em finais de 2014) não posso deixar de admirar que consegue tamanho feito e com tempos destes. Quem me dera que a conseguisse fazer em 4h30m, ou mesmo 5h na minha estreia.

    Uma sugestão para 2014: Porto. Penso que seja mais fresca e é mais perto comparativamente a Sevilha.

    P.S: Não havendo maratonas iguais, de quantos em quantos kms existiam abastecimentos nesta prova?

    Abraço e boa recuperação,

    Fernando Varela

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Fernando.
      Sim, de facto o Porto está já pensado. Até seria este ano não fosse o novo formato desta nova maratona de Lisboa. Fiz a última e quis fazer a primeira.
      Os abastecimentos mais distanciados eram de 5 em 5 Km's, mas houve bastantes abaixo dos 5 Km de intervalo. Só levei reforço alimentar porque de líquidos estava bastante completo.

      Forte abraço!!!

      Eliminar
    2. Obrigado pela informação.

      Os abastecimentos é algo que me preocupa numa prova tão longa como a Maratona.

      Grande abraço !!!

      Eliminar
  10. Mas que tempo "canhão"!!! Muitos Parabéns!!!! :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Piolha.
      E força nesse triatlo. ;)

      Beijos!!!

      Eliminar
  11. Parabéns estimado colega "virtual" das corridas;
    Pelos vistos, os objectivos gémeos perseguem-nos!!!
    Depois dos mesmos objectivos que preconizamos para a MM de Lisboa, onde acabamos por concluir a prova ao lado um do outro sem nos conhecermos; reservamos para este final de ano um novo desafio comum!!!
    Pois é, tal como já concluis-te com exito a tua participação na Maratona de Lisboa, abaixo das 04:00:00, num ritmo de 00:05:30/Km, também eu pretendo concluir a Maratona do Porto (a minha 1ª) que se realiza no próximo Domingo, 3 Nov., exactamente dentro dos mesmos objectivos!!!
    Tenho que reconhecer aqui a "inveja" que tenho de ti, por teres já superado um desafio que nos é/foi comum e eu ainda não sei se o vou conseguir?!?!
    Pelo menos vou tentar e .... desistir não faz o meu género, a menos que o meu tornozelo esquerdo, que não me tem vindo a dar tréguas, não deixe!!!
    Mais uma vez parabéns pelo teu desempenho e pela crónica que aqui nos apresentas.
    Saudações Atléticas a partir de Braga.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado caro Amigo.
      O que é que posso dizer? É fazer-se 1 Km de cada vez, dentro do que se treinou e pronto. Foi assim a minha. ;)
      Força e tudo de bom para domingo.

      Forte abraço!!!

      Eliminar
  12. Boas!
    Parabéns pela prova!
    Será que me podia disponibilizar o plano de treino/alimentar que fez para a maratona?! Muito obrigado!
    Ricardo
    riscosta@gmail.com

    ResponderEliminar
  13. Obrigado Ricardo.
    Claro que sim. Segue por e-mail.
    Abraço!!!

    ResponderEliminar